corpoautarquico-004.JPG

"Nosso corpo somos nós. É a única realidade perceptível. Não opõe à nossa inteligência, sentimento, alma. Ele inclui e dá-lhe abrigo. Por isso, tomar consciência do próprio corpo é ter acesso ao ser inteiro... pois corpo, espírito, psíquico e físico e até a força e fraqueza, representam não a dualidade do ser, mas a sua unidade." - Therese Bertherat

Este curso - profundo, terapêutico e inquietante - é um convite ao resgate da conexão com o nosso Eu interior através da Dança, ativando a escuta do corpo pela essência autêntica e sagrada que nos habita. Você irá mergulhar corpo adentro em reconexão com a própria presença como processo de criação, redescobrindo a sua capacidade intuitiva, sua força visionária e seu potencial instintivo.

O processo que trabalha através do autoestudo do corpo, se deu no início em 2015 ao sentir a necessidade de se trabalhar para além da dança/performance, levantando questionamentos acerca do autoconhecimento através das práticas e promovendo o acesso de memórias corporais profundas em busca de um ser autônomo em busca de uma conexão direta com a presença. Mescla o conceitual com o experimental e propõe construir uma ponte afetiva através de uma apropriação e (re)conhecimento das potências do corpo, para o desenvolvimento da própria assinatura cênica e da presença, tanto no palco, como na vida.

Deixe o seu E-mail

Devido ao momento atual, todos os cursos e workshops presenciais foram transferidos para o formato online.  Cadastre aqui seu melhor e-mail para saber mais e manter-se atualizado de novas turmas!

Depoimentos dos participantes:

A partir das aulas uma consciência corporal muito mais aguçada. Ampliação das relações corpo-mente através de exercícios de desenvolvimento e liberdade criativa, impulsionando o pensamento e o corpo a trabalharem juntos, numa constante redescoberta de si mesmos.

André Xavier - Músico e Dramaturgo

É difícil mensurar (sobre o curso)  porque o aprendizado foi muito além de técnica... foram processos de autoconhecimento muito ricos e que também me trouxeram amizades incríveis

Camilla Andrade - Psicóloga

Poéticas do movimento sem medo do olhar do outro - foi a primeira vez que não me senti preocupada com o julgamento das outras pessoas enquanto eu me movimentava

Rosa Piva - Artista Visual e Fotógrafa

Hoje consigo me relacionar melhor com ele (corpo), consigo movimentá-lo com mais liberdade! Sempre fui em busca de uma aceitação em relação ao meu corpo e lá (no curso) percebi que ele não é só físico e está sendo cada vez mais fácil aceitá-lo.

Giulia Pissini - Fotógrafa

 

Aprendi a acreditar nos eixos de força das artes do corpo e no que enraizamos com a presença. Desenvolvi leveza, abertura e flow para um corpo mais expressivo.

Carolina Berger - Performer e Artista Audiovisual

Uma grande surpresa para o meu corpo. Foi uma possibilidade aceitar e me conectar com o que se passa por dentro (do corpo). Foram momentos de pura liberdade e conexão.

Lucas Rossi - Diretor de Arte